"365 Dias com Histórias da História de Portugal" de Luís Almeida Martins

O ponto de partida é muito interessante: apresentar de forma concisa episódios da história de Portugal que permitem ir conhecendo um pouco melhor a história do nosso país. Uma edição Kindle da Esfera dos Livros.

Clique na imagens para ver a obra na loja Amazon.



À segunda-feira conheça os grandes factos e pequenos episódios que marcaram a História de Portugal, à terça é a vez de ser apresentado aos seus protagonistas, na quarta trave guerras sangrentas e batalhas vitoriosas e na quinta veja-se envolvido em revoluções e conspirações que abalaram o poder. A sexta é dia de ficar a par das histórias de alcova, de traições e infidelidades de reis, rainhas e não só e no sábado surpreenda-se com os mitos, lendas e curiosos mistérios dos nossos nove séculos de História. Para terminar a semana, ao domingo é tempo de descansar a ler episódios relacionados com grandes escritores, artistas e monumentos de Portugal.
O jornalista Luís Almeida Martins, editor da Visão História, traz-lhe um livro original, baseado num trabalho de pesquisa completo e variado, que lhe vai permitir ampliar os seus conhecimentos e satisfazer a sua curiosidade.
O convite é irrecusável. Só precisa de poucos minutos por dia para, de forma concisa e divertida, fazer uma extraordinária viagem pela História de Portugal ao longo de 365 dias. Cada dia é uma nova descoberta. Uma nova história.

Jornalista, divulgador de temas históricos, ficcionista, guionista e tradutor, Luís Almeida Martins nasceu em Lisboa em 1949 e licenciou-se pela Faculdade de Letras, onde deu continuidade à participação nas lutas estudantis, que já vinha dos tempos de estudante liceal. 

Publicou os primeiros textos no Diário de Lisboa Juvenil e colaborou na Seara Nova, mas a sua estreia profissional deu-se na revista Flama, em 1968, de onde transitou em 1970 para o diário A Capital, onde acompanhou de perto o 25 de Abril e as suas sequelas. Em 1975 pertenceu ao grupo que criou o semanário O Jornal. Fundou em 1978 a revista História, que dirigiu durante 15 anos. Foi diretor do Se7e e diretor-adjunto do Jornal de Letras, antes de fazer parte, em 1993, do núcleo fundador da revista Visão, a cujo Gabinete Editorial pertence. É editor da Visão História. No campo da ficção, é autor dos romances Viva Cartago (1983) e O Tesouro Africano (2002) e de uma biografia juvenil romanceada de Vasco da Gama (1998). Traduziu e prefaciou uma série de romances de Rider Haggard. Na área da televisão, é autor ou coautor de muitos seriados, com destaque para A Estação da Minha VidaRua Sésamo e Arca de Noé.


Sem comentários:

Enviar um comentário