Ainda o iPad e o Kindle - Opinião de um leitor do blogue

O leitor deste blogue, Abel, fez um comentário que me parece bastante interessante, relativamente ao iPad, em especial no que respeita às questões relacionadas com a bateria e respectiva vida útil. Por isso, de forma a dar mais visibilidade ao comentário decidi colocá-lo nesta mensagem. Muito obrigado pelo seu contributo. Não tenho qualquer tipo de pretensões a saber tudo sobre o Kindle, nas suas diferentes versões, por isso agradeço imenso este tipo de contributos:

Do leitor Abel:



Um colega meu disse que o Kindle ia "morrer" com a chegada do iPad. Mas eu discordo e digo que o iPad é algo que não vem atacar directamente o mercado dos eReaders mas sim do netbooks (como disse o Jobs na apresentação).

De facto o iPad é um aparelho excelente e o preço de facto surpreendeu-me bastante, tendo em conta que o preço é a única grande desvantagem do Kindle.
Mas como foi dito, apesar do iPad dar para ler, existem duas propriedades que ainda fazem diferença. A primeira é aquela sensação de papel que o Kindle tem. Tudo bem, o Kindle não dá para ler no escuro e o iPad dá, mas os livros também não dão para ler no escuro e para alem do mais, torna-se muito mais confortável ler em algo parecido com papel do que LCD. Eu sei, pois passo muitas horas em frente a monitores.
A segunda desvantagem é sem dúvida a bateria. Mesmo que o iPad tenha a bateria de 10 horas como é dito o Kindle vai muito mais além. 
E de não esquecer outra coisa, os ciclos de carregamento. Supondo que ambos os produtos tem 200 ciclos de vida de bateria. Se carregarmos um iPad de 2 em 2 dias (utilizador casual), os ciclos serão atingidos em 400 (1 ano e pouco) dias. No caso de um Kindle, supondo que é carregado de 7 em 7 (3G ligado) já só atinge os ciclos passados 1400 dias (Quase 4 anos).
Isto claro são exemplos pois os aparelhos tem mais ciclos de vida.
Acredito que o Kindle perca alguns compradores para o iPad. Mas a verdade é que o iPad não tem as principais características do Kindle e está mais orientado em ocupar o mercado dos Netbooks do que dos eReaders, pois não é a função de um eReader servir de agenda ou ver o mail. Um eReader é para ler. Para servir de agenda, ver mails, sites, fazer documentos isso é algo para um Netbook e é ai que o iPad vai dominar."

2 comentários:

Abel disse...

Fico contente pelo meu comentário ter marcado algo.

Acredito que como uma comunidade, se todos derem um pouco, aos poucos a comunidade vai crescendo e podemos fazer algo fantástico.

E já agora, dou os meus parabéns pelo blog. É muito difícil encontrar sítios de qualidade como estes, especialmente em Portugal. Parabéns.

Anónimo disse...

Não poderia concordar mais! Acho que são produtos diferentes e com propósitos diferentes. Eu na verdade tenho uma má relação com os livros, no sentido fisico, nunca consigo arranjar uma boa posição para ler e admito que o Kindle torna a leitura muito mais fácil e estimulante. Além de que a nível de falta de espaço é perfeito pois podemos alojar livros inteiros em pouco espaço. As minhas prateleiras agradecem e eu também...é menos pó que limpo e posso guardar o espeço para livros que faça mesmo questão de ter.

Enviar um comentário